Image Map

Técnicas de Alisamento

Muitas mulheres recorrem às diversas técnicas de alisamento para reduzir o volume dos cabelos, alisa-los definitivamente ou simplesmente os deixar mais soltos!
Antigamente o mais comum eram aqueles kits que vinham numa caixinha e se encontrava em qualquer supermercado, ou então, só era possível recorrer aos salões e fazer procedimentos caros. Mas, hoje em dia temos muitas opções para diferentes tipos de cabelos e para diversos objetivos!
Vale ressaltar que independente do tipo de alisamento ou relaxamento o correto é fazer a transformação em um salão com um bom cabeleireiro. Além de você estar garantindo uma aplicação correta do produto, você também terá suporte com relação aos cuidados que deve tomar, com relação ao retoque e também sobre quais os produtos que pode ou não usar.

Vamos conferir algumas técnicas!

ALISAMENTO – O processo de alisamento é indicado para quem quer cabelos lisos. Os alisantes mais comuns são à base de amônia ou guanidina. Nesse procedimento o produto penetra na estrutura dos fios quebrando as reações estruturais do cabelo, dando-lhe uma configuração retilínea.
Geralmente é preciso fazer o retoque na raiz de três em três meses.
O alisamento tira completamente cachos ou ondas, por isso, se o objetivo é apenas diminuir o volume, esse procedimento não é indicado.
Vale ressaltar também que para fazer o alisamento os fios devem estar saudáveis e fortes, para evitar quebras ou queda.
Esse processo pode ser feito em casa ou no salão, mas o mais indicado é ser feito com o auxilio de um profissional.

RELAXAMENTO – O relaxamento é uma versão mais suave do alisamento. Ele é indicado para quem quer apenas diminuir o volume sem perder o balanço dos fios!
Assim como o alisante, o relaxamento geralmente é a base de amônia ou guanidina combinados com outros produtos.
Também é importante analisar a saúde dos cabelos antes de realizar esse procedimento e o retoque varia de três a cinco meses.

SELAGEM TÉRMICA – A selagem é para quem quer tirar o frizz e reduzir o volume. Essa técnica não utiliza formol e é uma opção melhor e mais suave do que a escova progressiva.
O processo de aplicação é rápido, cerca de uma a duas horas. Depois de dois a três meses perde o efeito e é necessário reaplicar.
Nas lojas de cosméticos encontramos vários kits práticos e com embalagens menores para fazer o procedimento em casa, porém, assim como qualquer outra técnica o mais indicado é que seja feito nos salões.
A selagem térmica também contribui para a saúde dos fios, pois auxilia na reconstrução capilar pela queratina que tem na composição! 

 CAUTERIZAÇÃO OU PLÁSTICA CAPILAR – Esses procedimentos são mais suaves e agem como um tratamento selando as cutículas dos fios repondo também a queratina! Também recupera a elasticidade do cabelo e reduz o volume! Para quem mantém as madeixas na escova é uma boa opção, pois dá um efeito super liso e diminui o frizz!

ESCOVA PROGRESSIVA – Dessas existem várias no mercado. De chocolate, argan, açúcar, vinho, abacate... E por aí vai.  Mas independente de que for, é tudo a mesma coisa.
Esse procedimento pra mim é um dos mais perigosos, principalmente dependendo da saúde dos fios. Por isso o indicado em minha opinião deveria ser apenas de fazer no salão, ou então a escova de progressiva pode virar “desgrassiva”...
Deve- se ficar muito atento pois muitas contém formol, e todo mundo já sabe do estrago que o formol faz. A quantidade do formol que a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) permite é de 0,02%.
O resultado da escova progressiva são cabelos lisos e sem volume.
E os cuidados são muitos, os produtos para usar após o processo não devem conter sal, e os fios devem ser sempre bem hidratados, pois tendem ao ressecamento.

Enfim, as opções oferecidas pelo mercado atualmente são muitas, mas é muito importante que os cabelos passem por uma avaliação com um profissional para saber qual a melhor escolha!
Os cabelos que passam por algum desses procedimentos necessitam de muitos cuidados. Se você pensa em usar algum desses produtos deve ter consciência de que é imprescindível investir nos tratamentos adequados para a manutenção das madeixas.

Por isso, pense bem antes de aplicar químicas nos cabelos, respeitando sempre os intervalos entre os procedimentos e cuidando bem da cabeleira!
0

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário!

© Querida Senhorita By: Jamile Barbosa. Todos os direitos reservados.
Criado por: Jamile Barbosa.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo